O governo da Coreia do Sul confirmou que não vai mais lançar uma sonda exploratória para o asteroide Apophis, previsto para passar bem próximo à Terra em abril de 2029. De acordo com o comunicado, a “falta de capacidade técnica” e a extensão da missão OSIRIS-Rex, da NASA, foram citadas como motivos.

O comunicado divulgado à imprensa também confirma que o Ministério da Ciência, que controla as atividades do programa espacial sul-coreano, não deve mais pedir pelo orçamento de US$ 307,7 milhões (pouco mais de R$ 1,4 bilhão) para o desenvolvimento e lançamento da sonda, que sairia da Terra no mesmo ano em que o asteroide passasse pelo nosso planeta.

Leia também

A Coreia do Sul citou dificuldades técnicas e não deve mais lançar sonda ao asteroide Apophis, detalhado em imagens da NASA
A Coreia do Sul citou dificuldades técnicas e não deve mais lançar sonda ao asteroide Apophis, detalhado em imagens da NASA (Imagem: NASA/Divulgação)

O asteroide Apophis é considerado um corpo celeste de grande porte, apresentando 370 metros (m) de diâmetro. Se você achou o nome familiar, parabéns pela boa memória: o Apophis já passou por aqui em 2021, mas a uma distância consideravelmente maior.

publicidade

Em sua próxima passagem, em 2029, a distância média dele para a Terra será de “apenas” 38 mil quilômetros (km), o que deixou cientistas empolgados e pelo menos um estudo estimando que ele deve até mesmo soltar partes no nosso planeta devido à ação gravitacional.

“Nós decidimos não perseguir a missão Apophis porque há vários problemas que dificultam o seu sucesso”, disse Shin Won-sik, porta-voz do Ministério da Ciência da Coreia do Sul, ao Space News. “Para sondar o Apophis, teríamos que lançar uma nave até 2027, no máximo. Mas com as capacidades de desenvolvimento de foguetes e de naves que temos, essa janela de tempo é simplesmente irreal para nós”.

O oficial ressaltou, porém, que missões espaciais em asteroides não foram descartadas, mas serão mais cuidadosamente desenhadas dentro de um novo plano de programa espacial que vai revisar as políticas aplicadas pelo governo.

Felizmente, o Apophis não deixará de ser explorado: conforme mencionamos, a NASA anunciou a extensão da missão OSIRIS-Rex para que uma sonda que já está no espaço seja desviada em direção ao Apophis. Tal sonda é a mesma que deixou o asteroide Bennu e está trazendo para cá amostras de sua superfície. Uma vez entregue o conteúdo, a missão será renomeada “OSIRIS-APEX” e seguirá para o nosso futuro visitante.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!