Dois mísseis balísticos foram disparadospela Coreia do Norte nesta sexta-feira (28), informou a Coreia do Sul. A munição de curto alcance foi lançada no condadode Tongchon, na província de Kangwon,  entre 11h59 e 12h18 do horário local.

O comunicado divulgado pelo o Joint Chiefs of Staff (JCS) da Coreia do Sul indica um aumento das tensões entre os dois países após anos de relativa paz. De acordo com a nota, o teste foi encarado pelos sul-coreanos como um “sério ato de provocação” e uma violação das resoluções do Conselho de Segurança da ONU.

As Nações Unidas proibiram o lançamento de mísseis balísticos pela Coreia do Norte. Isso, no entanto, não parece intimidar o país asiático, já que segundo a CNNeste foi o 28º disparo no local apenas esse ano. Em um deles, a mídia estatal norte-coreana, que vinha se mantendo em silêncio sobre os testes até o momento, afirmou que o país precisa estar preparado para usar armas nucleares se necessário.

Teste de mísseis balísticos da Coreia do Norte

Leia mais:

publicidade

Em nota, apesar de afirmar que trabalha com a Coreia do Sul, os EUA afirmam que o teste  “não representa uma ameaça imediata para o pessoal ou território dos EUA, ou para nossos aliados”. Desde de maio, no entanto, autoridades dizem que a Coreia do Norte pode estar se preparando para a realização de um novo teste nuclear, o primeiro desde 2017, e os mísseis balísticos seriam mais uma parte do caminho para isso.

Representantes da ONU disseram que todo “todo mundo está prendendo a respiração sobre” o possível teste norte-coreano. “Estamos acompanhando isso muito, muito de perto. Esperamos que isso não aconteça, mas infelizmente as indicações vão em outra direção”, disse o diretor-geral do órgão de segurança atômica da agência, Rafael Grossi.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do a jogos de hoje? Inscreva-se no canal!