Um dos novos sucessos da Netflix é o filme ‘Conferência Mortal’, que é uma comédia slasher de produção sueca, na qual um grupo de funcionários de uma empresa vão a um evento corporativo e lá eles precisam aprender a lidar com as diferenças de um com o outro e ainda com um serial killer à solta.

Leia mais:

Apesar do sucesso, o longa-metragem tem deixado algumas dúvidas ao público. A principal é em relação ao final. Você conseguiu entender quem matou a maioria dos personagens? Descubra a seguir!

Entenda o final de Conferência Mortal

Com o surgimento do assassino misterioso, os funcionários precisam se unir para sobreviver. No entanto, todos eles parecem suspeitos, até mesmo o líder, Jonas (Adam Lundgren), que possui atitudes desagradáveis com os colegas, principalmente com Lina (Katia Winter).

publicidade

Todavia, no decorrer da trama, os personagens descobrem que os moradores locais não querem que a obra de um conjunto habitacional seja realizada, pois ela vai afetar a agricultura familiar da região. Dessa forma, surge uma nova suspeita: Anette (Cecilia Nilsson). Isso porque ela se posicionou contra a realização do empreendimento.

Quem é o assassino em Conferência Mortal
Imagem: Netflix / Divulgação

Quando vai chegando ao desfecho da história, Lina consegue fazer algumas descobertas sobre a obra, como algumas inconsistências nos contratos dos proprietários de terra de Kolarangen. Jonas pode ter falsificado tudo. Nesse momento, surge mais um personagem importante: Palsson, um dos proprietários que não queria ceder a propriedade.

As investigações continuam e outros suspeitos aparecem, como um homem do escritório de defesa ambiental. Porém, na verdade, o assassino era o filho de Palsson, que se motivou depois que o pai se matou quando teve suas terras tomadas sem receber nada por elas.

Ao mesmo tempo da descoberta, Jonas tenta matar Lina na floresta, mas ela se defende e quem morre é o líder do grupo. Dando desfecho final a trama, a polícia salva os sobreviventes e as obras são canceladas.