Ainteligência artificial já está presente em dispositivos e eletrodomésticos nas casas, nos computadores e nas atividades do dia a dia. Agora, um grupo de pesquisadores quer usar a IA para facilitar a vida das pessoas na hora de estacionar seus veículos ao sair de casa, prevendo se um local contará com vagas disponíveis e potencialmente evitando congestionamento.

Leia mais:

IA de estacionamento

A invenção foi chamada de Rede Neural Convolucional de Gráfico Espacial-Temporal Residual (RST-GCNN) e quer mudar a experiência de condução e estacionamento nas cidades.

As redes neurais, estruturas tecnológicas inspiradas no funcionamento do cérebro e desenvolvidas para resolverem problemas complexos, são capazes de reconhecer imagens, diagnósticos médicos, linguagem natural e mais. Elas também podem analisar os dados coletados para identificar padrões.

publicidade

É justamente esse recurso que ajudará os pesquisadores a melhorar o fluxo de estacionamento e trânsito urbano.

Imagem: Shutterstock/Wagner Campelo

Como funciona a tecnologia

É simples:

  • Como explica o site TechXplore, o RST-GCNN combina informações de tempo e espaço dos locais, bem como o fluxo de automóveis.
  • Ao analisar os dados coletados, ela pode prever taxas de ocupação de estacionamento a longo prazo e estabelecer padrões dos hábitos dos condutores.
  • Para comprovar sua eficácia, a equipe da Universidade de Hangzhou, na China, testou a IA em um conjunto de dados de um estacionamento urbano do mundo real.
  • Os pesquisadores afirmam que o desempenho na previsão das taxas de ocupação supera outros semelhantes.

Aplicações da IA no estacionamento

A nova abordagem pode ser usada para agilizar o processo de estacionamento nas ruas e ajudar os motoristas a preverem os melhores lugares para se frequentar (ou a não frequentar) em determinados horários. Além disso, tem o potencial de melhorar o congestionamento das cidades.

Futuramente, os pesquisadores continuarão expandindo o conjunto de dados que alimenta a IA para refinar ainda mais as previsões.