Osdata centers podem consumir o dobro de eletricidade até 2026. O alerta faz parte de um novo relatório da Agência Internacional de Energia (AIE). Segundo a entidade, o avanço da inteligência artificial, bem como a mineração de criptomoedas são os responsáveis pelo aumento da demanda de energia.

Leia mais

Alto consumo de energia

  • Os data centers, a mineração de criptomoedas e a IA representaram cerca de 2% da demanda global de eletricidade em 2022.
  • Juntos, eles consumiram 460TWh de eletricidade, de acordo com o relatório anual da AIE.
  • Estima-se que a mineração de criptomoedas sozinha seja responsável por quase um quarto disso, queimando até 110TWh em 2022.
  • Tudo isso num cenário em que a energia é cada vez mais fundamental e enfrentamos diversos desafios relacionados à preservação do meio ambiente e os efeitos das mudanças climáticas.
  • As informações são da The Verge.
Foto do corredor de um data center; ao fundo, há a silhueta de um técnico de TI que está observando a infraestrutura tecnológica.
Datas center exigirão cada vez mais eletricidade (Imagem: Shutterstock)

Futuro dos data centers preocupa

Até 2026, o consumo de eletricidade de data centers, incluindo aqueles usados para mineração de criptomoedas e para o desenvolvimento e treinamento da inteligência artificial, pode aumentar até 1.050 TWh. Esse crescimento equivale a mais ou menos a demanda de eletricidade de toda a Suécia (ou até a Alemanha, no pior dos cenários).

Atualmente, os Estados Unidos abrigam o maior número de data centers, com 33% dos cerca de 8 mil espalhados pelo mundo. Ele é também o país com a maior mineração de Bitcoin.

publicidade

A AIE prevê um “ritmo rápido” de crescimento do consumo de eletricidade para esse fim no país para os próximos dois anos, passando de cerca de 4% da demanda atual dos EUA em 2022 para 6% em 2026. A expansão das redes 5G e dos serviços baseados em nuvem são outros impulsionadores desse crescimento.

Outro cenário destacado pela Agência Internacional de Energia é o da Irlanda. Com uma das taxas de imposto corporativo mais baixas da União Europeia, o país deve vivenciar um boom de novos data centers.

Hoje, os 82 espaços existentes já representaram 17% do consumo de eletricidade do país em 2022. Outras 54 estão em construção ou recentemente aprovadas para o início das obras. Até 2026, todos esses data centers podem ser responsáveis por quase um terço da demanda anual de eletricidade irlandesa.

De acordo com o relatório da AIE, a rápida expansão do setor de data centers e a elevada demanda de eletricidade podem representar desafios para o sistema elétrico.

Como os data centers são basicamente armazéns para computadores, 40% de sua demanda de eletricidade vem da computação. Manter todos esses equipamentos refrigerados responde por outros 40% da demanda, com outros equipamentos de TI compondo o restante.

Por outro lado, a Agência Internacional de Energia também prevê um crescimento da capacidade de geração de energia renovável no mundo. A expectativa é que ela seja responsável por mais de um terço de toda a eletricidade mundial até 2025. Mas a entidade ressalta que isso não resolve todos os desafios que os novos data centers trarão para o futuro. Por isso, recomenda que é preciso também melhorar a eficiência energética, adotando sistemas de refrigeração de alta eficiência.